O Choro da Frieza



















Eu tenho uma teoria pessoal que eu nem sei se já existe. Eu acho que, com cada choro que eu "oferto" a alguma determinada situação, mais forte e fria eu fico perante ela. Por exemplo, se eu choro porque brigo com alguém, nas próximas brigas, acho que não vou me abalar tanto assim. Acho que de uma certa forma, é como se eu aprendesse a não sentir mais dor. Ou então, como se ela já não me fosse realmente dolorosa como era. Como se eu aprendesse a não me importar mais com a pessoa, com a briga ou com a dor, especificamente.

As pessoas geralmente me acham fria, porque raramente me vêem chorar mesmo. Porque, não é como se eu tivesse vergonha de que me vissem chorar, eu não tenho. Choro na frente de quem tiver que chorar, se for preciso. Porque pra mim, chorar é preciso. Eu prefiro chorar e colocar aquilo pra fora, e enfim, aprender a controlar isso e a não mais chorar por isso, do que ficar guardando, e na hora que explodir, eu ficar ainda mais instável do que estaria chorando primeiramente. Mas essa segunda situação demonstra que eu posso ser ainda mais fria do que eles pensam.

Bom, mas essa é a realidade da vida pra mim: Seja fria e não se importe. E em algum momento, nada mais vai poder te deixar mal. Nem mesmo as coisas mais destruidoras e monstruosas. É... Eu sou doente assim, por pensar isso.

Um comentário:

xx robbie the bunny xx disse...

Doente não.
Incompreensiva.
Junte-se ao Clube \o/ Começarei fazer ads no Google Nonsense para as Frias e calculistas.

(Será que ganhamos dinheiro com isso?!)